3 de jan de 2008

montando um disco USB com direito de leitura, escrita e execução para todos (PERIGO!)

Tenho um usb com vários programas, arquivos, configurações, páginas web e mais um monte de ferramentas. Que fácil fica quando se tem tudo a mão para executar uma tarefa. Mas as vezes tenho que copiar de e para e até mesmo executar programas não como root. Não fica tudo mais fácil se qualquer usuário possa gravar e executar os arquivos do pen drive sem se preocupar com as permissões? Ok, ok SeLinux (Linux Seguro) pode não funciona, mas isso também serve para outras coisas, como banco de dados em Pen Drivers (oque? você nunca viu Pem Drive servido como disco de banco de dados de pequenas empresas ??? DE QUE PAÍS VOCÊ VEM???)

AVISO: ISSO É UMA FALHA DE SEGURANÇA !

Vamos logo aos passos:

Insira o pendrive em uma porta usb qualquer. Eu costume sempre usar as traseiras do computador, porque muitas vezes as dianteiras estão ligadas invertidas o que causa a liberação de uma fumaça muito estranha e um leve cheiro de queimado, e não. Não é o feijão da panela. É o seu pendrive que já era.

# fdisk -l

Procure pelo device do seu pendrive. No meu caso, o texto é :

Disk /dev/sdc: 1024 MB, 1024287232 bytes
32 heads, 62 sectors/track, 1008 cylinders
Units = cilindros of 1984 * 512 = 1015808 bytes
Dispositivo Boot Start End Blocks Id System
/dev/sdc1 1 1008 999905 83 Linux

Crie uma pasta para montar o mesmo:

# mkdir /usb

De permissão de leitura, escrita e execução na mesma (sim, e novamente, isso É uma falha de segurança):

# chmod 777 /usb

Para ter certeza que é o disco certo, desmonte ele e monte na pasta que criou:

# umount /dev/sdc*
# mount /dev/sdc1 /usb

Verifique se realmente é o pendrive.
No Debian, você pode colocar o pendrive e executar o " dmesg " logo em seguida para verificar onde o kernel colocou o seu pendrive.

Tendo certeza do pen, desmonte o mesmo com

# umont /usb

E edite o arquivo /etc/fstab

# nano /etc/fstab

Adicione as linhas ao final:

/dev/sdc1 /usb auto user,suid,dev,exec,auto,umask=0000 0 0

Salve o arquivo e remonte com o comando:

#mount -a

Executando um ls -l na pasta usb, você verá que agora é tudo RWX (777). Bom, cuidado. E até mais.


REF:http://www.debianhelp.co.uk/firebird.htm

Instalando FireBird Server Linux (Debian) com interface web para administração

Vamos logo aos passos:
Vire root com "su -"

# su -

Instale os pacotes:

$ apt-get install firebird2-super-server firebird2-utils-super firebird2-dev ibwebadmin

Se não pedir para alterar a senha do SYSDBA, logo após a instalação, digite:

$ /usr/lib/firebird/bin/gsec -user sysdba -password masterkey

GSEC> modify sysdba -pw newpasswd

GSEC> quit


Agora abra o firefox no endereço " http://servidor/ibwebadmin "
Pronto. Nesse caso você pode conectar a um banco de dados existente, criar um novo, apagar ou o que quiser usando o usuário SYSDBA e a senha configurada anteriormente.

Para criar um novo usuário novo_usuario, digite os comandos no teminal:

$ /usr/lib/firebird/bin/gsec -user sysdba -password newpasswd

GSEC> add novo_usuario -pw senha

GSEC> quit


Se bem que até mesmo a criação do usuário pode ser feita pela interface web.

Configurando Lexmark X340 no linux

Problema:
Instalar impressora Lexmark X340 no Linux (Server Ubuntu)

Solução:
Instalado cups
Instalado drive hpijs

Passos:

- Em um terminal, digite:
$ sudo su -
# passwd
- Entre com uma senha
# apt-get install cupsys foomatic-db-hpijs elinks
# exit

Abra o Firefox, e digite a URL " http://ip_do_servidor:631 ", no meu caso, fica " http://127.0.0.1:631" e entre com usuário root e a senha que digitou no inicio.
Clique em " Adicionar Impressora ".
Coloque as informações e o caminho da impressora, local ou remota.
Na escolha do fabricante e modelo, use HP, e escolha um drive qualquer que tenha hpijs no final.
Na configuração da impressora, se tiver qualquer referência a " Cartucho Colorido" Troque para " Cartucho preto" em qualquer variante.
Termine a configuração. Pronto. Sua impressoa Lexmark X340 agora funciona 100%.